11 2626-5632 | 11 941461588

É possível comer fritura e ser saudável?

É possível comer fritura e ser saudável?Você acha que é possível comer fritura e ser saudável?

Batata frita, pastel, coxinha, bolinha de queijo, quibe… É difícil resistir a esses quitutes que, quando mergulhados no óleo quente, criam uma casquinha super crocante!

Apesar de deliciosos, os alimentos fritos podem fazer mal ao organismo quando consumidos sem moderação e/ou preparados incorretamente.

A gordura em excesso pode elevar as taxas de colesterol ruim, causar problemas cardíacos e obesidade. Isso sem falar naqueles quilinhos extras!

Mas será que dá para comer fritura e ser saudável?

A resposta é sim, desde que os alimentos fritos sejam consumidos de forma moderada e preparados com alguns cuidados.

Confira as 6 dicas da Tailler para preparar frituras de maneira mais saudável:

1. Evite os industrializados – Os salgados prontos para fritar contêm gordura trans. Responsável por garantir cor, textura, aparência, aroma e mais tempo de conservação desses alimentos, ela aumenta os níveis de colesterol ruim e diminui os de colesterol bom. Portanto, dê preferência às receitas caseiras.

2. Escolha o óleo certo – Óleos vegetais são ideais para fritar a comida. Dê preferência aos de canola, milho e girassol, pois contêm Vitamina E e gordura insaturada (boa). E nem pense em usar azeite na fritura: apesar de ser considerado saudável, quando exposto às altas temperaturas, o azeite se transforma em gordura saturada (ruim).

3. Cuidado com a temperatura – Nunca esquente muito e nem por muito tempo a panela com óleo. Acima de 180 graus, o óleo forma uma substância chamada acroleína, que é altamente cancerígena. O ideal é manter sempre o fogo baixo e não deixar a comida por muito tempo mergulhada na gordura.

4. Troque o óleo com frequência e não reutilize – Assim que notar partículas de alimento suspensas, formação de muita fumaça e/ou escurecimento da cor, troque o óleo/gordura. Não reaproveite, pois ele oxida e pode produzir substâncias cancerígenas. Depois de esfriar, filtre o óleo e coloque em um recipiente para encaminhar à reciclagem.

5. Repouse a fritura sobre papel-toalha – O papel-toalha absorve a gordura excedente, mas não a retira por completo. Então, é preciso respeitar todas as dicas anteriores para obter uma fritura mais saudável.

6. Descarte o óleo de forma ecológica – Nunca jogue o óleo usado na pia! Extremamente nocivo ao meio ambiente, ele polui os rios e o solo, comprometendo o equilíbrio ambiental. Para se ter uma ideia, um único litro de óleo descartado de forma incorreta polui até 25 mil litros de água!

Anote, ainda, este truque para deixar a fritura sequinha: depois que a gordura atingir a temperatura ideal, coloque os alimentos aos poucos em imersão.

Se a frigideira ficar muito cheia, a tendência é que a temperatura do alimento esfrie a do óleo. Preparado em óleo frio, o alimento fica encharcado e menos saudável!

Já conhece a Tailler? O Programa Alimentação e Saúde 4.0 trabalha junto a empresas e escolas, com o objetivo de oferecer uma alimentação saudável e saborosa para colaboradores e alunos.

Clique aqui e baixe agora nosso Cartaz “6 dicas para preparar frituras de maneira mais saudável”, para impressão e fixação em refeitórios e murais de comunicação da sua empresa.

Para mais informações, envie um WhatsApp para (11) 94114-4231 e conte com a nossa expertise!

#dicasdealimentacao #fritura #gordura #colesterol #nutricao #nutricaoesaude #saúde #educacaonutricional #saudenoprato #alimentacaosaudavel #alimentoseguro #boaspraticasdefabricacao #segurançaalimentar #consultoriadealimentos #consultoriaalimentar #tailleralimentoesaude

Iniciar conversa